Voltar ao topo

Histórias de Capitalização

A FenaCap inaugura a coluna Histórias de Capitalização, que traz depoimentos e experiências de clientes que contaram com a ajuda da capitalização para a realização de seus planos de vida.

31 de Outubro de 2017 - FenaCap

Por meio dos sorteios ou no momento de resgate final ou antecipado de suas reservas,  milhares de brasileiros descobriram como os títulos de capitalização podem ajudar a organizar a vida financeira e proporcionar bem-estar e qualidade de vida.

Conheça a história do bancário Fabrício Silva, de Santa Maria de Jetibá (ES).

titleFABRÍCIO (agachado e de óculos) à frente do grupo que vai assistir a Copa do Mundo da Rússia ao vivo
O bancário Fabrício Silva, da pequena cidade capixaba de Santa Maria de Jetibá, a 85 km de Vitória, ajudou a realizar o sonho de 18 amigos de viajar para assistir à próxima  Copa do Mundo, na Rússia, em 2018. Foi dele o plano de usar um título de capitalização como instrumento de disciplina financeira, para conquistar o tão almejado sonho do grupo. Eles guardaram R$ 288 mil reais, somados os R$ 16 mil economizados de cada um.

'Fogo eterno'

O grupo faz parte do time de futebol "Fogo Eterno", criado há 20 anos na cidade. E já tem experiência em usar títulos de capitalização para realizar planos de viagem. Já foram juntos para jogos da Copa das Confederações, no Rio, em 2013; e para a Copa do Mundo no Brasil, em 2014. A próxima,  será a primeira viagem internacional do grupo.

Fabricio conta que a ideia surgiu há três anos. "Queríamos uma forma de economizar de modo que cada um mantivesse a sua autonomia. O título de capitalização foi a melhor opção. Vamos resgatar nossa reserva, em fevereiro de 2018, e utilizar os recursos nos preparativos e na estadia na Rússia, diz Fabricio, demonstrando o quanto pensa no futuro: "Já estou de olho na Copa de 2022, no Qatar", adianta.

A turma coloca tanta fé na capitalização que, além da acumulação de recursos coletiva, também faz reservas financeiras individuais. Dois deles já foram sorteados, ganhando R$ 20 mil e R$ 8 mil, respectivamente.

"Uma ação puxa a outra. Guardamos dinheiro para nossa diversão, que é o esporte e as viagens. Mas muitos de nós optamos por comprar o título como forma de guardar para outros planos também. Como sou gerente de uma agência bancária, tenho a oportunidade de apoiá-los como amigos e clientes na realização de seus objetivos", orgulha-se Fabricio.

Boa sorte para todos!

CONTEÚDOS RELACIONADOS